17.01.2019   |   Willburgstetten   |   Allemanha

A Walter Bosch GmbH traça o caminho rumo ao futuro

O mestre marceneiro Norbert Bosch conseguiu elevar a sua produção, já muito moderna em termos de flexibilidade e capacidade, a um patamar totalmente novo.

O ControllerMES é o primeiro software que me impressionou desde o primeiro segundo.

Norbert Bosch, Walter Bosch GmbH

Editor: Christian Närdemann, Editor-Chefe da BM BM-Online

Podemos fazer muito mais…

Norbert Bosch (49) é uma pessoa que expressa a sua opinião, pensa fora da caixa, ama e vive o seu ofício. Em 2002, ele assumiu o negócio fundado pelo seu pai Walter em 1954. A Bosch é especializada em design de interiores e mobiliário completo para bancos, escritórios, lojas e hotéis, bem como no desenvolvimento de móveis e design de interiores de alta qualidade para o setor privado. Os dois principais pilares da empresa especialista em fabricação sediada em Rühlingstetten, na Média Francônia, são instalações para hotéis e mobiliário e a produção de peças para fornecimento para a indústria moveleira e para colegas do setor da marcenaria.

Tecnologia de tamanho de lote 1 atendendo ao serviço

Particularmente no que se refere ao setor da marcenaria, o chefe da empresa de 30 colaboradores resume a competência de fornecimento da sua empresa: “Nós dominamos a produção de peças pré-fabricadas de móveis a partir do tamanho de lote 1. Quantidades mínimas? Aqui isso não existe. Pois, ao contrário da indústria moveleira, a marcenaria não requer peças produzidas em série em grandes quantidades, mas sim peças individuais únicas. Aqui, o colega marceneiro pode encomendar peças de móveis pré-fabricadas definidas com total liberdade e de acordo com projetos e ferragens individualizados.”

Uma declaração clara que, em outras palavras, significa: impossível de fazer não existe. Além das possibilidades puramente técnicas (de fabricação) e da alta qualidade, neste negócio contam sobretudo confiabilidade, cumprimento dos prazos de entrega, flexibilidade e, naturalmente, excelente serviço.

É evidente que Norbert Bosch e a sua equipe dominam todas estas disciplinas muito bem pois, atualmente, o seu raio de ação estende-se até os países vizinhos Áustria, Suíça, França e Holanda. A empresa também já forneceu para os EUA. Um exemplo da eficácia: a Bosch é capaz de produzir peças prontas folheadas e pintadas em até quatro horas depois de feita a encomenda.

Máquinas modernas e mais

Isso não é por acaso. Em outras palavras: por trás das muitas possibilidades mencionadas e promessas feitas aos seus clientes existe uma estrutura extremamente bem planejada e eficiente. Máquinas de última geração, como as que são encontradas em grande número na produção em larga escala, não são suficientes para isso por si só. No entanto, elas constituem um pré-requisito para a produção eficiente neste nível consistentemente elevado de qualidade.

Processamento de bordas aprimorado

Norbert Bosch é um fã confesso da HOMAG. Quase todas as máquinas e sistemas da sua produção carregam o logotipo da líder mundial de mercado. Isso inclui o novíssimo sistema de processamento de bordas do tipo KFL 610 PowerLine. Equipado com um módulo Lasertec e um módulo de colagem a quente, o sistema é consistentemente otimizado para tamanho de lote 1: as mais variadas peças atravessam a máquina em qualquer sequência e são automaticamente providas do material correto para a borda e dos processamentos individuais necessários.

A troca entre a colagem a laser ou com sistema hotmelt também  ocorre "voando” de uma peça para outra, sem que o operador da máquina precise intervir de alguma maneira. Ou seja, o sistema sabe exatamente como cada peça deve ser processada. A máquina é operada por um único colaborador. Na extremidade traseira da máquina, um robô transfere as peças para o retorno de peças para processamentos de bordas posteriores ou empilha as peças prontas.

Mas como é que a máquina e o robô (e, claro, todas as outras máquinas ou mesmo os colaboradores nas estações de trabalho manual) sabem sempre exatamente o que deve ser feito com cada peça? De onde vem esta informação? Agora entra em cena um componente sem o qual tais processos automatizados não seriam possíveis.

O cérebro da produção automatizada 

Com a digitalização, não é mais possível considerar máquinas e processos isoladamente. O mesmo ocorre na Bosch. Juntamente com o investimento no sistema de processamento de bordas, Norbert Bosch investiu no sistema de controle de fabricação ControllerMES da HOMAG. Somente com ele é possível processar dados de projetos e de listas de peças de forma a possibilitar a otimização e organização individuais de todos os processos parcialmente automatizados subsequentes em máquinas e estações de trabalho manual. O sistema modular abrange todas as áreas, desde a configuração inteligente dos dados de produção, passando pelo planejamento da produção, até o controle da integridade depois da montagem final.

Norbert Bosch viu o ControllerMES pela primeira vez na LIGNA 2017. O seu desejo incondicional: “Eu não queria um fornecedor terceirizado, apenas um parceiro de sistema que me oferecesse tudo de um só lugar. Confiei cegamente nos especialistas da HOMAG para isso.” Enquanto conversamos, ele olha para trás com satisfação: “O ControllerMES é o primeiro software que me impressionou desde o primeiro segundo.”

Software industrial e CAD como base

Norbert Bosch utiliza o software industrial da empresa OS Datensysteme desde 1985. O sistema CAD Imos, atualmente na nova versão Imos iX, é utilizado desde 2004. Na área do planejamento da produção, há dois caminhos para os pedidos: as peças padrão (tais como, por exemplo, armários de dimensões variáveis, mesas de reunião de tamanhos definidos, etc.) são processadas exclusivamente através do OSD. Se, no entanto, trata-se de um pedido individualizado, o Imos iX é utilizado no projeto. Depois que o planejamento de um pedido é concluído, os dados são transferidos para o ControllerMES. Na Bosch, atualmente, cerca de 95 % dos dados provêm do OSD, o restante do Imos iX.

Um verdadeiro salto quântico

Em seguida, é a vez do tratamento de dados inteligente no ControllerMES. O sistema de controle de fabricação fornece os dados para a otimização do corte, gera os registros de dados necessários para a impressão das etiquetas, o processamento das bordas e o processamento CNC e atribui números únicos para as peças, o chamados “números únicos de identificação de peças”. Somente com estas informações é possível, por exemplo, executar o processamento automatizado de bordas. Além disso, também são gerados os dados para o alinhamento respeitando os veios dos laminados e a impressão das respectivas etiquetas.

Nos dois centros de processamento CNC, o escaneamento das etiquetas das peças dá início ao respectivo processamento imediatamente. E nas estações de trabalho manual, o sistema de controle de fabricação disponibiliza somente as informações que são necessárias ali, precisas e com suporte gráfico.

Considerando que há cerca de meio ano atrás os dados das peças ainda eram inseridos manualmente no Excel e passados desta maneira para a produção na Bosch, os investimentos mais recentes constituem um verdadeiro salto quântico.

Altamente flexível para o futuro

Com os investimentos em tecnologia de máquinas e no sistema de controle de fabricação, Norbert Bosch considera-se bem preparado para o futuro. Ele aumentou nitidamente a capacidade, a qualidade e a rentabilidade, atingindo um novo patamar também no que se refere ao quesito flexibilidade.

Embora o ágil mestre marceneiro já tenha feito muito, ele pretende fazer ainda mais: “Parar significa regredir e nós sempre olhamos para frente. Os próximos projetos concretos já estão na gaveta. Vamos ver o que as nossas próprias ideias e a engenhosidade da HOMAG juntas ainda irão criar. Uma coisa é certa: podemos fazer muito mais…”

Descrição sucinta do ControllerMES: Fluxo contínuo de dados e informações

O ControllerMES é o sistema de controle de fabricação do HOMAG Group. Ele permite um fluxo contínuo de informações ao longo da fabricação e, ao mesmo tempo, oferece a possibilidade de um planejamento e uma organização da produção altamente digitalizados. Para isso, os dados são gerados primeiro em um sistema ERP e/ou CAD e transferidos para o ControllerMES, onde são organizados e processados de forma inteligente para todos os processamentos e processos posteriores.

Etiquetas com códigos de barras possibilitam então a identificação precisa de cada peça – independentemente de onde ela esteja na produção. Além disso, os dados necessários são disponibilizados para a respectiva máquina (corte, processamento de bordas, CNC, por exemplo) através da leitura do código de barras. O agrupamento flexível de pedidos na formação de lotes e a comunicação contínua com a otimização de corte Cut Rite reduzem o desperdício.

É possível visualizar o progresso dos pedidos no ControllerMES ao longo de todo o processo de produção. Assim, pode-se ver rapidamente se os componentes individuais estão prontos para montagem ou para fornecimento. E caso seja necessário refazer uma peça rapidamente, o ControllerMES dá suporte com uma lógica predeterminada correspondente.

Voltar para a lista

Mais sobre a Walter Bosch GmbH

www.wabo.de