26.11.2020   |   Rio de Janeiro   |   Brasil

Inspirando Vidas e Sonhos no Rio de Janeiro

Da produção manual à automatizada: conquista dos clientes impulsiona marcenaria carioca.

“Comecei como marceneiro, inspirado em meu tio e não tinha ideia onde poderia chegar. Mas com muito esforço, empenho e dedicação, tive a oportunidade em investir aos poucos em equipe, máquinas e montar uma marcenaria estruturada”.

Maurício Cacchione, dono Cacchione Marcenaria

Começar um negócio com apenas um ajudante e chegar a mais de 40 funcionários não é algo simples, mas a Cacchione Marcenaria (RJ) fez isto acontecer. O empresário marceneiro Maurício Cacchione, entrou para o mundo da marcenaria ao se encantar com os móveis que o tio criava, fez um curso técnico de marcenaria, onde se destacou como melhor aluno e aprimorou suas técnicas trabalhando como ajudante. Com esta base sólida, decidiu abrir sua marcenaria que hoje virou referência local e sinônimo de qualidade.

Imagine iniciar seu negócio no ramo de móveis apenas com equipamentos manuais, sem um espaço físico e evoluir para uma fábrica de móveis sob medida com máquinas de última geração e ser um dos grandes na sua cidade? Com a Cacchione Marcenaria foi assim. Inicialmente, o material cortado era levado na casa dos clientes para ser montado. Com o tempo, a demanda aumentou e uma mudança se fez necessária.

“Comecei como marceneiro, inspirado em meu tio e não tinha ideia onde poderia chegar. Mas com muito esforço, empenho e dedicação, tive a oportunidade em investir aos poucos em equipe, máquinas e montar uma marcenaria estruturada”, diz Maurício.

“A força da propaganda boca a boca”, clientes satisfeitos potencializam negócios

De indicação a indicação, sem fazer muita propaganda, a marcenaria cresceu e hoje em dia produz móveis residenciais de todos os tipos, principalmente para quartos, cozinhas e banheiros, com aplicações em laca e lâminas de madeira, entre outros. Todos os móveis são montados e regulados na fábrica, desmontados, embalados e montados na casa do cliente.

Além dos clientes diretos, os escritórios de arquitetura também se renderam a alta qualidade e ao bom serviço prestado, e por consequência, passaram a impulsionar ainda mais o crescimento da empresa.

Maurício reconhece a importância das mídias sociais e o seu poder de propagação da imagem, mas confia mesmo na satisfação do cliente como chave do sucesso. “Nossa carteira de clientes foi construída pelo boca a boca dos clientes satisfeitos e isso acontece desde 1989.”, destaca.

Investimentos em tecnologia alemã revolucionaram a marcenaria

Ao participar de uma edição da feira ForMóbile, Maurício teve a oportunidade de conhecer máquinas de alta tecnologia e identificar todos os potenciais que elas poderiam trazer para sua empresa. Essa experiência o fez investir em coladeiras automatizadas, em um centro de furação e em um centro de usinagem do Grupo HOMAG.

O impacto da mudança dos processos manuais para os automatizados foi enorme.  “A mudança foi sensacional, trouxe precisão e rapidez para o processo de corte, colagem e furação. Investimos na coladeira de bordas, no centro BHX 055 e no centro de usinagem Venture da HOMAG. Além disso, vimos uma grande melhora na qualidade dos nossos móveis.”

O grau de satisfação da Cacchione Marcenaria com as máquinas é absoluto. “Sei que tem máquinas mais baratas no mercado, que fazem teoricamente o mesmo papel, mas assim como meus clientes têm uma confiança no meu trabalho, eu passei a ter uma confiança na HOMAG, por tudo que ela me proporcionou de evolução e qualidade na minha marcenaria. A satisfação é altíssima ”, define Maurício.

Exigência atendida e foco na evolução

Maurício pontua que as pessoas estão mais bem informadas. Por isso, cobram um produto de qualidade, resistente, durável, e exigem velocidade na entrega. “O cliente se tornou mais exigente, sabendo mais o que ele quer, negociando mais e buscando prazos bem menores”, diz.

Para atender essa mudança de perfil dos clientes, é preciso ter uma produção ajustada que permita ter organização, velocidade e precisão nos processos e, assim, oferecer uma garantia de cinco anos. Essa garantia é por conta do uso de melhores ferragens, lacas e equipamentos. “Entendemos que para uma marcenaria ter qualidade é fundamental conjugar bons materiais e máquinas com tecnologia de ponta”, afirma.

Para o futuro, o empresário marceneiro planeja interligar as máquinas com softwares. Com isso espera industrializar o processo de fabricação para aumentar sua capacidade de produção e se tornar ainda mais competitivo.

Voltar para a lista